• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

Governo estuda bancar primeiros 15 dias de afastamento de trabalhador com coronavírus

Governo estuda bancar primeiros 15 dias de afastamento de trabalhador com coronavírus

O Ministério da Economia anunciou que pretende pagar os primeiros 15 dias de afastamento para o trabalhador que tiver contraído o coronavírus. O auxílio, destinado aos mais vulneráveis que tiverem renda e jornada reduzida, busca contemplar 11 milhões de trabalhadores, a um custo de R$ 10 bilhões. Os recursos serão provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Inicialmente a medida deve vigorar por três meses. Se o trabalhador for demitido no curto prazo, esse valor antecipado pelo governo será descontado do valor do seguro desemprego.

Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, a intenção é incentivar o acordo entre empresa e empregado e preservar os empregos.

A decisão passará ainda pelo Congresso Nacional.

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis