Lei Lucas é realidade em Sorocaba

Cumprimento da lei de capacitação em noções básicas de primeiros socorros para educadores é realidade em Sorocaba! Você sabia que existe uma Lei Federal nº 13.722 que fala sobre a obrigatoriedade na capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil?

Pois existe e é popularmente chamada de Lei Lucas. Afinal, são os educadores que acompanham o dia a dia das crianças e ninguém está imune a imprevistos. Quedas, problemas de respiração e engasgo são algumas dificuldades que os alunos podem passar nos centros de educação e seu primeiro contato será com o educador. Há tempos acompanho essa questão.

No início do mandato cheguei a apresentar conjuntamente um projeto de lei para que isso fosse efetivado em Sorocaba; isso antes mesmo de ter a lei da federal. Ainda durante todo nosso trabalho, cobrei diversas vezes o cumprimento da lei (exemplo de requerimento em 2018 http://www.camarasorocaba.sp.gov.br/materia.html?id=211018) e segui cobrando o Executivo, a exemplo do novo requerimento que apresentei neste mês (http://www.camarasorocaba.sp.gov.br/materia.html?id=234158).

Enfim, a prática nesse sentido saiu do papel! Segundo informações divulgadas pela Prefeitura, o projeto intitulado “EducaSamu” capacitará mais de quatro mil servidores que atuam nas escolas da Rede Municipal de Ensino, com aulas teóricas e práticas sobre as técnicas de primeiro socorros, tais como: manobra de desengasgo e reanimação cardiopulmonar em bebês, crianças e adolescentes.

Essa é uma luta que começou com a participação popular, com o pontapé de Alessandra Begalli Zamora, após perder seu filho, Lucas Bergalli Zamora de Souza, de 10 anos, que faleceu engasgado após comer um cachorro-quente durante uma excursão em Cordeirópolis (SP).



Comentários

Comentários