• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

Zona Azul Digital estagna e Péricles Régis cobra cumprimento de lei que obriga Prefeitura a divulgar em placas os pontos de venda de talões de papel  

Zona Azul Digital estagna e Péricles Régis cobra cumprimento de lei que obriga Prefeitura a divulgar em placas os pontos de venda de talões de papel  

O vereador Péricles Régis (MDB) está cobrando através de um requerimento informações a respeito do descumprimento à Lei nº 11.737, de 29 de junho de 2018, de sua autoria, que prevê a colocação dos endereços dos pontos de venda de talonários da Zona Azul nas placas que atualmente estão fixadas em postes para regulamentar o sistema de estacionamento rotativo em Sorocaba. Com os sucessivos adiamentos do sistema de Zona Azul Digital, o vereador quer saber o motivo do município ainda não estar cumprindo a lei, que visa facilitar a vida dos condutores que não sabem onde comprar os talões.

Péricles Régis afirma que a lei que identifica por meio das placas os pontos de venda de talões deverá ser colocada em prática, independentemente do funcionamento do sistema digital. “Temos que pensar também em quem vem de outras cidades para passear no comércio do centro, ou vai à região dos hospitais, e não irá baixar o aplicativo apenas para usar a Zona Azul Digital uma vez”, afirma. O vereador também afirma que é importante que o talão de papel continue existindo, pois nem todos motoristas possuem intimidade com as novas tecnologias. “O jornal de papel está aí para provar que grande parte da população ou reluta, ou não consegue adequar-se ao ambiente virtual.”

A lei de Péricles Régis determina que em cada ponto de concentração de vagas de Zona Azul a Urbes coloque na placa que regulamenta o serviço os endereços dos pontos de venda de talão mais próximos. O vereador afirma que atualmente é possível encontrar muitas vagas de estacionamento rotativo ociosas, mesmo em grandes corredores comerciais, porque as pessoas têm medo de parar seus veículos e serem multadas. “O motorista não tem coragem de afastar-se de seu carro e sair peregrinando em busca do talão, pois sabe que as chances de levar uma multa nesse meio tempo são grandes”, afirma o autor da lei.

Em seu requerimento, além de pedir um prazo concreto para a divulgação dos pontos de venda, o vereador pergunta informações a respeito das falhas técnicas que impossibilitaram a Zona Azul Digital de começar a operar em 3 de dezembro, conforme havia sido anunciado pelo governo em lançamento oficial realizado no final de novembro.

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis