• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

A situação das ambulâncias de Sorocaba

A situação das ambulâncias de Sorocaba

No último dia 27 de maio o Ministério ministro da Saúde entregou, em Sorocaba, 419 ambulâncias para mais de 200 municípios; Nenhuma ficou para a cidade

Em 2017, quando comandou os trabalhos da Comissão da Frota, o vereador Péricles Régis (MDB) encontrou dezenas de ambulâncias danificadas se deteriorando sob o tempo ou à espera de conserto em pátios improvisados da cidade. Além disso, é comum munícipes reclamarem que não tiveram seus pedidos por ambulância atendidos. Na semana na qual o ministro da Saúde esteve em Sorocaba para entregar novas ambulâncias a mais de 200 municípios, o vereador Péricles Régis encaminha ao Executivo um requerimento no qual pede dados atualizados sobre o número de veículos de socorro na cidade.

Ao todo a solenidade em Sorocaba entregou 419 ambulâncias para 238 municípios. A última vez que Sorocaba recebeu uma ambulância oriunda de recursos do Governo Federal foi em 2018. Em seu requerimento, Péricles busca fazer um raio-x da situação envolvendo as ambulâncias no município, uma vez que reclamações da população são uma constante. “Invariavelmente a resposta recebida por munícipes que pedem ambulâncias e não são atendidos é de que não há veículos disponíveis, por isso queremos aprofundar a questão”, afirma. O vereador explica que segundo portaria nº 1864 do Ministério da Saúde, as ambulâncias devem ser adquiridas na proporção de um veículo de suporte básico à vida para cada grupo de 100 mil a 150 mil habitantes, e de um veículo de suporte avançado à vida para cada 400 mil a 450 mil por habitantes.

Em seu requerimento, Péricles pergunta quantas ambulâncias regulares e quantas UTIs o município possui atualmente e se existem ambulâncias que foram retiradas de circulação por não terem mais condição de rodagem ou por estarem à espera de reparos. Além disso, o vereador pede detalhes sobre a idade da frota, se Sorocaba tem pleitos de novas ambulâncias não atendidos com o Ministério da Saúde e se há déficit para atendimento.

O requerimento será submetido à aprovação do plenário na sessão ordinária que desta quinta-feira (30/5).

 

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis